quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

JLPT - warm up

Japanese Language Proficiency Test – é o teste de proficiência em lingua japonesa que iremos fazer em poucos dias.

Estamos estudando, o nosso nivel como é o basico, não está TÃO difícil... mas nunca se sabe né.

Semana passada fomos fazer um simulado.
Eles convidaram algumas pessoas para prestar o teste, pois em 2010 terá uma reformulação na prova.

A caminho da faculdade a Luria falou, será que iremos encontrar algum brasileiro lá fazendo a prova também???

Fizemos a prova que por sinal teve uma mudança na estrutura e eu achei que alguns exercícios ficaram mais complicados, como o tempo de uma das partes do teste é muito curto teve um exercício que não deu tempo de terminar.

Tirando a parte trágica claro que não podia faltar algo engraçado...
A tiazinha e os assistentes que aplicaram a prova, são japoneses e só falam em japonês, era muito engracado pois ela conversava com a galera em japonês e era nitido que ninguém estava entendendo muita coisa, primeiro porque o nível da prova é o mais básico logo eles tinham que prever que a galera que esta lá também não manja muito de japonês.

Ela falava pra gente conferir o número do cartão de resposta com o número da ficha de inscrição

“onaji bango arimasukaaaaaaaaaaaaaaa”
“Os numeros são iguais?”

daí o cara que estava ao meu lado falava
“arimasuka”
“são iguais?”

Enquanto todo mundo respondia
“arimasu”
“são.”

Depois foi o nome;
“onaji namae arimasukaaaaaaaaaaaaaaaa”

daí todo mundo respondeu
“arimasu”

enquanto o cara ficava insistindo
“arimasuka”

“ka” - é uma partícula que se usa quando está perguntando alguma coisa, pois aqui não tem ponto de interrogação

E a cada pergunta que a tiazinha fazia ele repetia o final, achando que estava respondendo, mas na verdade estava rebatendo a pergunta.

Terminada a prova fomos embora, e a caminho da estação, para surpresa da Luria uma brasileira estava caminhando ao nosso lado conversando ao telefone...
Onde ela mencionava em alto e bom som, que tinha ido fazer a prova pois eles iriam pagar 2000 ienes para quem fosse lá colaborar com a reformulação do exame, está certo que eles pagaram 2000, mas deu a entender que ela foi lá só para ganhar o money...

Daí lembrei desta charge que havia recebido por e-mail


Portanto cuidado com o que falam...
Sempre tem um brasileiro por onde você andar

Nenhum comentário: