segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

São Paulo na NHK

Ontem a NHK (canal de TV japonês) apresentou um especial sobre a cidade de São Paulo.
Dica da minha sensei, que mandou uma mensagem no celular dai começamos a assistir ao canal.

Foi bem interessante pois embora a narrativa do programa tenha sido em japonês
conseguimos entender bastante mesmo não falando nihongo.
O que ajudou foi que as entrevistas ou eram em inglês ou em português com legenda em japonês.
Durante o programa enfatizaram o problema do trânsito caótico nas marginais e mostraram que o número de helicópteros na cidade é maior que em Nova York.
Mostraram os grandes centros da economia brasileira: Berrini, Faria Lima e claro Av. Paulista.
Depois falaram sobre o carro flex (alcool/gasolina) algo que não existe no Japão, mostraram também a produção de etanol e falaram das riquezas e recursos naturais do país.
Mostraram um feirão de automóveis onde após 20 anos de casado uma família estava conseguindo comprar um carro usado e financiariam em 60 meses. Algo totalmente fora da realidade dos japoneses.

E um trecho interessante de uma parte da entrevista foi que um dos entrevistados disse:
" O Brasil embora seja atingido pela crise econômica mundial possui recursos naturais e fontes de energia dos quais o mundo necessita para viver, enquanto o país continuar a exportar esses recursos (lavoura, agricultura, frango, carne, gas natural, petroleo, etanol) as pessoas que estão ligadas a este setor não sofreriam diretamente os sintomas da crise"

(Os japas estão de zoio no Brasil faz tempo...)

Achei que o programa foi bem interessante, e embora mostre que o Brasil esteja em ascensão e tenha um grande potencial econômico, ainda acho que fatores como violência e segurança são algo que está fora de controle.
É ai que devemos por na balança os prós e contras de cada lugar e ver o que vale a pena com o que estamos a buscar.
O Japão também tem seus problemas, ainda mais agora com essa crise.

Mas como dizia minha avó
"Ta ruim, mas ta bom, antes pingar do que secar..."

Um comentário:

Hidemi disse...

Ehhh brasil seria o melhor lugar do mundo se nao fosse pela violencia... Agora, com um filhote a caminho, isso pesa muito mais pra mim... Jah nao penso em japao, como um lugar pra juntar dinheiro, mas sim, um lugar pra se viver com qualidade de vida...
se tiver emprego e o minimo necessario pra se viver de forma digna, nao vou embora rs