segunda-feira, 16 de março de 2009

Nomikai

Nomikai seria um encontro da galera num boteco pra encher a cara...

Os japas adoram essa esse tipo de reunião, e nós brazucas também.
Nada como reunir o povo e sair pra beber e conversar.
Depois de umas cervejas a conversa ja vira aquela bagunça misturando japonês, português, inglês e muita risada agente se entende.

galera no aquecimento

galera da capoeira à esquerda, eu, minha sensei e Emanuel

os casais - Emanuel e o litro de cerveja (à esquerda) e Vitor e Mai (à direita)

da-lhe brejas

Pierre desencalhando

Celina minha professora de Japonês em uma aula prática...
melhor lugar pra aprender nihongo realmente é no PUB

Pierre se conformando com o que o futuro lhe reserva

O único problema é que temos que ficar de olho no relogio, pois se perdermos o ultimo trem temos que ir pra um karaoke pra passar a noite. Portanto a balada começa cedo, pois meia noite todo mundo vai saindo fora pra não correr o risco de perder o trem.
O último trem da sexta feira acredito que é tão cheio quanto de manhã no horário de pico que a galera está indo pro trabalho, com a única diferença... todo mundo fedendo a alcool.
Neguinho passando mal de tanto ter bebido, dormindo escorado em alguém ou largado no chão.
E ao descer do trem, encontramos essa surpresa na plataforma.
Será que o indivíduo conseguiu chegar em casa?

10 comentários:

emezeto disse...

beber, cair e levantar... como diz aquela musica-praga da internet...
sabado eu travei, de acordar no outro dia com vergonha do que eu podia ter feito com muitas doses etilicas a mais na circulacao sanguinea.
eis que me consolo no seu blog... afinal, todos os pobres mortais tem seu dia - ou noite - de cachaceiro!
por essas e outras que eu nao confio em ninguem que nunca encheu a cara pelo menos uma vez na vida! essas pessoas sao aliens pra mim - incompreensiveis! rs
e viva a cachaca...

emezeto disse...

ah, e essa cara de: "tira a foto nao que minha mae nao sabe que eu sou cachaceira" ficou impagavel!!!

abcs

Gesiane disse...

Hehehehe... o casal "Emanuel e o litro de cerveja" foi o melhor...

Sair com os amigos sempre eh uma festa!!!

Bjus

Hidemi disse...

agora jah sabe pq chama NOMI-KAI
nomi de beber, e kai de cair mesmo rsrs
perfeito!

Carlo disse...

Pô, sair pra tomar umas biritas com os amigos é uma das melhores coisas em qualquer parte do mundo. Essa de perder o trem já aconteceu de montão comigo...
Jóia teu blog, vocês notam certos detalhes no Japão para o qual não me atentava mais.
[]'s

Kiyomi, a.k.a. Piggy disse...

Perder o ultimo trem pra casa ja aconteceu comigo tambem beeeeeeeeem antes do marido kinguio criar vergonha na cara e tentar se aventurar em Toquio de carro mesmo...
Bom, quanto ao individuo ter conseguido voltar pra casa...
E olha que a gente vê de tudo e mais um pouco nas saideiras, voces sabem...

Diogo disse...

Emezeto - bem lembrado, eita musiquinha praga aquela, isso pq vc so ouviu na internet, na epoca da febre eu estava no Brasil...

Gesiane - esse casal eh fogo viu, mas sempre na hora de ir embora e Emanuel acaba chorando por ter que deixar a mina dele no bar...

Hidemi - Faz sentido, e concordo plenamente...

Carlo - Ja aconteceu tb algumas vezes com agente, uma delas resolvemos pegar um taxi... deu mais de ichiman, depois dessa nunca mais perdemos. Valeu pela visita.

Iwaaaaaaaaaa - Eh so ligar a nabigueta que se chega em qualquer lugar, fala pro kinguio ir te buscar sempre e aproveita e dah uma carona pra gente na proxima vez.

Abracos e vamos pro bar

Kiyomi, a.k.a. Piggy disse...

Ah, ta... o navigeitor tabajara é mais atualizado que o blog de quem vos posta... um dia vocês vao ter o (des)prazer de andar com ele...
O carnê do seguro de vida do bau da felicidade está com as prestações em dia? ahahahah

Bah disse...

Ahhh NAO CREIO que esse mundo eh pequeno e vc conhece meu primo Kabocha!!! O Vitor na foto! Saudades dele... vc trabalha com ele?

Kisu!

Diogo disse...

Iwaa, o Shakai hoken tah em dia... bora pra balada
ahhuahua

Bah.
Pois eh que mundo pequeno, embora vc esja tao distante em terras maternas agora.
Conheci seu primo em 2007 quando ele ainda trabalhava na mesma empresa que a Luria, dai ele saiu mas continua amigo da galera e sempre esta envolvido nas paradas que rolam por aqui.