quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Mais um terremoto

Para quem mora aqui no japão já deve estar de saco cheio de tanto ouvir falar em terremotos, mas resolvi escrever sobre isto pois desde domingo já passamos por 3 que balançou a capital do Japão, e fez com que amigos tanto do Japão quanto do Brasil ficassem preocupados, recebemos ligações, e-mails, comentários no blog, e até mensagens no orkut, todos querendo saber como foi, se estamos bem...

Estamos bem sim, graças à Deus, foi só mais um susto.

Enquanto no Brasil a preocupação é com a segurança nas ruas, assalto, violência, aqui a preocupação é com as leis da natureza, entre elas teremotos, tsunamis, tufões... existem meios de se prever, mas dependendo da intensidade que ocorrem só resta rezar e pedir para que nada de grave aconteça.

Os tufões geralmente ocorrem nesta época do ano, entre meados do verão e início do outono, já os terremotos ocorrem todos os dias, são tantos que muitos deles nem sentimos, e ambos quando ocorrem podem formar as tsunamis (ondas gigantes - as mesmas que destruiram o Sri Lanka em 2004).

Nossos amigos Adriana e Rodrigo chegaram ao Japão no domingo (9 de agosto), vieram nos visitar e uma das primeiras perguntas do Rodrigo foi: Está tendo terremotos?

Na hora não soube responder, disse que sempre tem, mas que muitos nem sentimos.
Mas ele mesmo pode comprovar nestes 4 dias que está aqui.

O primeiro aconteceu domingo mesmo, estávamos levando eles para jantar quando sentimos tremer, mas como estávamos no trem, quase nem perceberam.

Dia 9 de agosto, as 19:56, ocorreu no mar com magnitude de 6,9.

O outro que sentimos, foi dia 11 de agosto por volta das 5 da manhã, já estávamos acordados nos preparando para ir ao Tsukiji (mercadão de peixes).
Este demorou uns 30 segundos para passar, fiquei preocupado, pois o prédio balançava para frente e para trás e para os lados. Tinha momento que parecia que ia parar mas recomeçava tudo de novo.

Dia 11 de agosto, as 5:07, ocorreu em Hachijojima com magnitude de 6,6.

E hoje pela manhã um pouco antes das 8:00 acordamos também com a cama balançando. Este passou rápido.

Dia 13 de agosto, as 7:49, ocorreu no mar com magnitude de 6,5.

Para nós que não estamos acostumados com terremotos no Brasil quando passamos por isso nas primeiras vezes é uma confusão de sentimentos, uauuu, um terremoto, que maneiro... mas depois parece que quanto mais terremotos você vivencia, mais fica com medo, pois não sabemos se vai passar logo ou se vai piorar, começa a tremer tudo, às vezes as louças começam a bater uma nas outras e fazer barulho, fica aquele ponto de interrogação na cabeça, correr ou ficar???

A arquitetura aqui no Japão das casas e prédios são preparadas para os tremores e pessoas aconselham a ficar em baixo dos batentes da porta ou em baixo da mesa, a Luria já acha que se o bicho pegar não adianta correr. Ela nem se abala mais...

As crianças recebem treinamento nas escolas sobre como se comportar durante um terremoto, muito importante isto, e todas as casas tem um kit-terremoto, uma mochila que fica na entrada da casa. Em caso de precisar sair correndo está tudo lá é só pegar a mochila e se mandar.

Geralmente contém:
- Água
- Comida desidratada
- Pão enlatado
- Dinheiro
- Cópia dos documentos (passaporte e gaijintoroku/RG)
- Capa de chuva
- Lanterna e pilha
- Kit-primeiro socorro

Logo que cheguei no Japão fui revisar o conteúdo da mochila que era do antigo morador e tinha até maionese, biscoito recheado, aff. Tudo vencido, sorte que ele não precisou usá-la pois iria passar mal.

Embora estejamos bem, o terremoto do dia 11 causou estragos:




fábricas e konbinis tiveram prejuizos;


trens e shinkansens(trem bala) ficaram interditados;




estradas foram destruídas.

Fotos do Jornal Mainichi e informações sobre terremotos no site Tenki.jp

14 comentários:

Sandra Helena* disse...

Terremoto me deixa angustiada. Penso em coisas que podem cair em cima das pessoas.
Voces estão incluídos em minhas orações!

Bah disse...

Nossa, parece que esses constantes jishins é de se preocupar, e impossível de não remeter ao famoso Tokai, espero mesmo que não aconteça. Mas que bom que tudo está bem.

Kisu!

andreia inoue disse...

antes so sentia uns tremozinhos ai quando me perguntavam se eu tinha medo de terremoto dizia que nao porque nunca chegou a me assustar,mais depois que deu um poderoso essa semana e hj aqui tambem deu para sentir posso dizer sem exageros:morro de medo!
esse post ficou perfeito,mais explicado impossivel!
abracao.

Rick disse...

É impressionante a força da natureza.
Ainda bem que todos estão bem por ai.
Acho que quando estive no japao nunca senti um tremor muto forte, foi so aqueles fraquinhos.

Ruy disse...

O terremoto do dia 11 realmente foi forte, fazia tempo que não tremia daquele modo né...
Sei lá como foram as noticias dadas lá no Brasil, só sei que minha mãe ligou apavorada para minha irmã...a primeira vez a gente nunca esquece né...minha primeira vez eu estava em Ashikaga-shi dormindo dentro do armario...rs...achei que estava passando um caminhão em frente de casa.

Iara disse...

É assustador.
Quando estava no Japão meu primeiro terremoto também foi no mês de agosto, agora fiquei com a sensação de que no verão acontecem os piores.
Tive a mesma sensação de quando fui assaltada a primeira vez aqui no Brasil. São medos bem semelhantes, pois não sabemos o que vai acontecer...
Se cuidem!

Dea アンドレア disse...

Imagino o susto de vcs, acordar com a cama balançando rs...
Mas que bom que já passou e tudo está bem!!
*Bjos*

Farofa de Batata =] disse...

É nisso nós não temos mto o que reclamar aqui não, por outro lado me pergunto qt disso é culpa do homem que destroi a natureza sem pensar no amanhã....

Fico mto feliz que vcs estejam tds bem, espero q os treme treme passem ^^

Boa sexta^^

Miquilisssss
Bru

Hidemi disse...

sabe q eu nunca liguei pros jishins... eu me divertia vendo a cara assustada dos outros, ria dos novatos que queriam voltar pro brasil depois do jishin...
mas esse do dia 11 eu confesso que fiquei preocupada
eu fiquei olhando pra isis e pensando, corro ou nao corro...
acho q antes eu nao ligava pois era soh eu

Elisa no blog disse...

Esse seu post está ótimo. Bem explicado, com mapas, fotos. Parabéns.

Leo Yk disse...

Eu tb depois do Terremoto que senti quando estava em Kanagawa, nunca mais nenhum outro tirou meu sossego...Eu só me preocupo com o de tokai mesmo...

A foto das bebidas *-* que desperdício..hahahaha será que o Baiano viu isso?? rsrs

abraços

Nathalia disse...

Realmente, depois dessa serie fiquei pensando sobre o Tokai jishin tbm... Minha mae tbm preparou os nossos kits terremoto jah hehehe
costumo ficar de boa, tbm acho q não tem mto o q fzr se um forte vier, mas minha mae me fez descer pro térreo de pijama no se segunda feira hahaha
mto bom o post, bem informativo!
Bjos

Diogo disse...

Obrigado Sandra Helena.

Eh Bah, quem vive no Japao tem que estar sempre alerta a terremotos ne, eh dormir com um olho aberto e outro fechado.

Andreia, eh eu tb pensava a mesma coisa, hehe. E obrigado, que bom q gostou do post, :)

Valeu Rick, que bom nao pegou nenhum um pouco mais forte. Se bem que nem eu quero passar por um forte mesmo, acho que deve acabar com a cidade.

Eh Iara, nao eh facil ne, uma mistura e cunfusao de sentimentos que nao sabemos o que fazer.

Valeu Dea, e que bom que vc tb esta bem.

Valeu Farofa, brigadao

Entendo perfeitamente sua angustia Hidemi, agora vc nao eh mais so vc e todo medo eh pouco quando coloca a seguranca de alguem que a gente ama em risco. Se cuidem ai vcs tb.

Arigatou Elisa, comente sempre mesmo quando nao gostar de algo, hehe.

Leoooo
Putz vc viu que motainai ne, auahuauh
Alias, o Baiano pediu o link do blog, passe pra ele onegai, ja vc encontra com ele sempre.

Nathalia, td bem???
Que bom que gostou mas ja deixa os kits prontos e de facil acesso.
Quer dizer entao que rolou ateh a festa do pijama, hehe, proxima vez chama a galera.

Abracos a todos e se cuidem

sue disse...

Esse terremoto foi forte heim? tbm peguei uma vez e o susto é grande. Boa a materia falando de terremoto.